SÁB 23 DE OCTUBRE DE 2021 - 21:19hs.
Consentimento final dos acionistas será necessário

Credores devem assumir o controle da Codere a partir de 5 de novembro

O acordo de reestruturação da Codere, que fará com que os credores assumam o controle do negócio em um acordo de dívida por capital, está previsto para ser fechado em 5 de novembro. Como parte do acordo, os detentores de ações também podem subscrever € 128,7 milhões em ações recentemente lançadas. A Codere enfrenta problemas com dívidas desde 2019, quando as flutuações cambiais em seus mercados latino-americanos, principalmente na Argentina, contribuíram para a necessidade de um acordo de refinanciamento, que foi fechado no ano passado.

Como o acordo de reestruturação envolve a alteração dos termos das ações da Codere - de modo que os detentores recebam patrimônio da empresa holding da Codere em vez de dinheiro - é necessário o consentimento desses acionistas.

Isso ocorrerá por meio de votação, e os acionistas terão até 18 de outubro para dar o seu consentimento. Assumindo que o negócio - que já contou com o apoio da maioria dos credores - seja aprovado, está previsto para entrar em vigor no dia 5 de novembro.

Se o negócio não for concluído até 30 de novembro, o acordo de reestruturação será considerado nulo, a menos que esse prazo seja prorrogado.

Como parte da reestruturação, os acionistas também podem subscrever uma parte de € 128,7 milhões em ações recentemente emitidas.

A Codere enfrenta problemas com dívidas desde 2019, quando as flutuações cambiais em seus mercados latino-americanos, principalmente na Argentina, contribuíram para a necessidade de um acordo de refinanciamento, que foi fechado no ano passado.

Isso foi agravado por fechamentos por causa da pandemia de covid-19. Com isso, a Codere iniciou as negociações com os credores em março, ao mesmo tempo em que divulgava uma queda de 57,2% na receita anual de 2020.

Por meio dessas negociações, a Codere fechou um acordo em que o negócio operacional será transferido para uma nova holding, na qual os detentores de títulos terão uma participação de 95%. Os atuais acionistas da Codere terão uma participação de 5%, mas também obterão garantias que dão o direito de receber até 15% de qualquer venda da Codere.

A operadora disse que o negócio é necessário para manter o negócio sustentável até a reabertura de todas as suas instalações.

Em maio, os acionistas da Codere votaram a favor do negócio.

Além da reestruturação, a Codere fechou um acordo para desmembrar seu negócio online, que se tornará público na bolsa Nasdaq por meio de uma fusão reversa com a empresa de aquisição de propósito específico (SPAC) DD3 Acquisition Corp.

Fonte: iGB